Skip to main content

Entrevista com Aqualotl, desenvolvedor da Caçada Blox

February 26, 2020

by coberst


Criadores

Pode-se dizer que Aqualotl é um sujeito mais do que ocupado. Também conhecido como o criador do popular Caçada Blox, o jogo de pique-esconde do Roblox, Aqualotl transformou uma paixão por programar numa carreira de verdade. Hoje, ele trabalha em tempo integral como desenvolvedor de jogos no Roblox enquanto cursa ciências da computação na universidade. Nesta entrevista, ele fala da importância do papel da comunidade e de como desenvolvedores estão aproveitando a plataforma Android e o Google Play para angariar centenas de milhões de visitas do mundo todo…

Fale um pouco de você. O que te levou a explorar a plataforma Roblox?

Aqualotl: Tudo começou quando um colega da escola me mostrou o Roblox em 2009. Eu adorei a diversidade dos jogos disponíveis, e a gente se divertiu muito com vários deles. Cerca de um ano depois, eu descobri que dava para criar os meus próprios jogos no Roblox, e foi aí que o meu interesse na plataforma disparou para valer. 

A minha paixão por programar, combinada com a simplicidade de criar jogos no Roblox, me inspirou a continuar e a evoluir como desenvolvedor de jogos. Hoje, eu estudo ciências da computação na Universidade de Wisconsin, em Milwaukee, enquanto trabalho em tempo integral como desenvolvedor no Roblox.

Que competências você diria que obteve como desenvolvedor do Roblox?

Aqualotl: Um monte! Graças ao Roblox, eu formei uma ótima base para aprender mais plataformas e linguagens de programação no futuro. O Roblox usa scripts em Lua, uma linguagem ótima para começar a aprender antes de passar a estudar outras linguagens fora da plataforma. Eu aprendi várias outras graças à minha experiência com Lua, o que me ajudou bastante na faculdade. 

Outra coisa que eu descobri foi a necessidade de um bom planejamento ao trabalhar em equipe. Eu uso sites organizadores, como o Trello, para deixar tudo esquematizado e para todas as etapas de um projeto serem executadas direito. Numa equipe, cada pessoa precisa trabalhar num aspecto diferente do jogo para evitar conflito com o código e com o mundo desenvolvido. 

Por fim, eu também aprendi que a comunidade é fundamental no Roblox. É muito importante entender o seu público e se dedicar ao máximo para criar alguma coisa que agrade.

Caçada Blox

O que os seus amigos e a sua família acham do Roblox?

Aqualotl: Os meus pais olhavam meio torto pro Roblox no começo. Eles achavam que eu passava tempo demais na plataforma. Eu acho que foi quando o Roblox lançou o programa Central do Desenvolvedor e eu comecei a ganhar dinheiro com os meus jogos que a opinião deles começou a mudar. Agora eles vivem impressionados que o site em que eu passava todo aquele tempo virou o meu trabalho. Eles também sentem bastante orgulho das minhas conquistas e das oportunidades que surgiram. Eu até criei um grupo de desenvolvimento com o meu irmão, o Silver Fin Studios. A gente já está pensando em lançar uns jogos juntos, em equipe. Só que eu costumo mesmo é trabalhar sozinho – eu gosto do desafio de concluir um projeto sem ajuda.

Que oportunidades surgiram por você ser um desenvolvedor do Roblox?

Aqualotl: Eu tive a sorte de receber muitas oportunidades como desenvolvedor do Roblox. Eu trabalhei com empresas com que jamais pensei que fosse trabalhar. Também fiz amizade com vários desenvolvedores com quem eu trabalhei com o passar dos anos. Acho muito legal como a comunidade de desenvolvedores do Roblox é unida. Todo mundo é muito prestativo e solidário. E, além do mais, os funcionários do Roblox sempre ajudam, com um feedback e um suporte difícil de encontrar por aí. 

Como o Android e o Google Play ajudaram a contribuir para o sucesso da Caçada Blox?

Aqualotl: O meu objetivo é criar jogos para gente de qualquer idade, idioma ou dispositivo. Conseguir que os meus jogos rodassem em dispositivos Android ajudou muito. Não só aumentou a quantidade de jogadores, como também permitiu que eles pudessem jogar em qualquer lugar.

Caçada Blox

Como o Roblox mudou a sua vida fora dos jogos?

Aqualotl: O impacto do Roblox na minha vida foi imenso. Antes, eu trabalhava já fazia três anos num emprego de meio período, e hoje eu sou um empreendedor em tempo integral, concentrado na minha carreira de desenvolvedor. Com o que eu ganhei no Roblox, eu pude comprar um carro e a minha nova melhor amiga: a Ember, da raça labrador. Hoje, eu moro numa casa própria e estou pagando as despesas da faculdade. Já tenho até planos de fundar um estúdio, que eu pretendo registrar como uma sociedade limitada. É bem provável que o Roblox sempre seja parte da minha vida, já que foi o começo do meu futuro.

Você tem algum conselho para quem quer começar a criar jogos no Roblox?

Aqualotl: Começar pode ser difícil, mas, no fim das contas, o que você aprende faz tudo valer a pena! Se você ficar meio desorientado, é só consultar a comunidade, que é bastante prestativa. O Roblox também disponibiliza alguns tutoriais e exemplos no Centro do Desenvolvedor, que eu pessoalmente vivo usando. 


Obrigado por contar a sua história, Aqualotl! É sempre bom saber de desenvolvedores aspirantes que correm atrás de uma carreira em ciências da computação, inspirados pelo amor por criar jogos no Roblox. Não deixe de conferir os próximos projetos do Aqualotl! Siga-o no Roblox ou no Twitter em @Aqualotl.